fbpx

Podemos realizar o que quiser, é só questão de energia e tempo

Podemos realizar o que quiser, é só questão de energia e tempo

Muitas pessoas sonham em fazer o tão falado intercâmbio, viajar pelo mundo, conhecer novas culturas etc. Acredite, é uma experiência única e que pode mudar sua vida para sempre.

Mas como dizem, “como nem tudo são flores” existem alguns pontos que devem ser levados em consideração e vamos te contar agora.

Como muitos artigos na internet falam e citam alguns passos e dicas preparando você com questões burocráticas, dicas importantíssimas por sinal, nosso objetivo neste artigo hoje é falar dos desafios lá fora.

Pois bem, chegou o tão esperado momento e você já se despediu dos amigos e familiares.

All right! Nessa etapa bate aquela confusão uma mistura de alegria com incertezas, afinal, você não faz ideia do que está por vir,  a única certeza é que você vai mergulhar em uma outra cultura e terá que ser forte para se adaptar rapidamente para que as coisas se tornem mais fáceis.

Quando você chega no destino escolhido, demora um pouco a cair a ficha, afinal, você está realizando um sonho não é mesmo? Passeios em museus, conhecer novas pessoas, pubs, tecnologias diferentes entre outras inúmeras coisas interessantes que só quem já passou por essa etapa pode entender o quanto é mágico vivenciar tudo isso.

Ta até agora falamos somente da magia de conhecer outro país, e os desafios?

Aí meus amigos e amigas, começa a correria, falando especificamente da Irlanda nesse caso, é muito comum as pessoas dividirem casas, mas para isso você passa dias e dias olhando sites, enviando mensagens e visitando residências para futuramente quem sabe chamar de lar!

Conviver com outras pessoas já não é tarefa muito fácil, pessoas que você nunca viu na vida então, nem se fala né?

Mas tudo isso deve ser encarado como aprendizado, lembra aquela louça que você reclama para lavar em casa? Pois é, quando você está em outro país em outra cultura e com pessoas que você nunca viu na vida, isso se torna uma tarefa muito simples.

Aos poucos vamos percebendo o quanto somos um grão de areia e nossa percepção de mundo vai mudando a cada dia. É nessa fase que iniciamos o processo de se tornar pessoas melhores.

Quando você menos imaginar você estará se tornando uma pessoa diferente e até com costumes locais e sem perceber você estará até mesmo falando como eles. Que louco né?

Você irá encontrar pessoas boas e ruins como em qualquer outro lugar, a diferença é que estando a 10 mil quilômetros de casa, não dá tempo de ficar se lamentando ou qualquer outra coisa, você aprende a agir, resolver problemas e se desafiar todo dia.

Bom, agora falando de coisas boas novamente, passando por algumas poucas e boas, viajar para outro país seja a turismo ou intercâmbio pode mexer muito com sua cabeça, principalmente como citei acima, quando você percebe o quanto as outras pessoas tem a acrescentar na sua vida, seja elas as novas amizades gringas ou os que ficaram aqui pelo Brasil.

Sem falar das oportunidades, quem nunca imaginou um dia conhecer a torre eiffel ou quem sabe as pirâmides do Egito, porque não né?

Ah já ia esquecer de falar sobre o que mudou após o intercâmbio. Você já teve a sensação de querer fazer algo e achar que isso não é pra você?

Falando especificamente da minha experiência com essa imersão, hoje minha mente funciona da seguinte forma, pode parecer motivacional e já sendo né. Você pode fazer tudo, e quando eu digo tudo é sem exceções mesmo, desde que você esteja engajado em suas ideias colocando tanta energia nisso que nada pode parar você até você conseguir chegar onde quer.

Mas nem sempre pensei assim, porém foram tantos desafios e alguns deles bem difíceis como quase ser preso na Polônia por um mal entendido… “essa a importância do Inglês me salvou” que a sensação que tenho hoje é essa. Podemos realizar o que quiser, é só questão de energia e tempo.

E sobre a sensação de que você tem limites… você pode estar precisando passar um tempo se desafiando por aí! 🙂

Nenhum comentário

Adicione seu comentário